JESUS: O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO


SUGESTÃO DE QUEBRA-GELO: “Se você pudesse gastar a sua vida naquilo que você mais gosta de fazer, o que seria?”  

LOUVOR/ADORAÇÃO: “Eu te louvarei meu bom Jesus (Ronaldo Bezerra) Pelo Sangue(Renascer)

DÍZIMOS/OFERTAS:“ Mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espirito Santo, e serão minhas testemunhas, tanto em, Jerusalém, como na Judeia, Samaria e até os confins da terra.” (Atos 1.8). Neste domingo (10/06) é o Dia mundial de Missões. Neste dia nós, como Igreja local, obedientes à ordenança de Jesus, conforme versículo acima, instituímos os Cofrinhos Missionários para que todos participem. Se você por uma razão qualquer se esqueceu de entregar seu Cofrinho, faça isto, até este próximo domingo (17/06)   pois este valor será entregue a Vinha Internacional para ser usado em missões. Os dízimos/ofertas serão entregues normalmente para a Igreja Local.                                                                               

EDIFICAÇÃO:  Jesus O Cordeiro de Deus que tira o Pecado do Mundo.  João 1.19-29

Não é possível entender que Jesus, É o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo sem entender a esperança Messiânica em Israel.

Ao fazer uma interpretação bíblica é preciso conhecer a cultura e costumes da época. Israel espera por seu Messias até os dias de hoje, pois vindo o Messias trará status de glória para a nação.

Quando há rumores de que o Messias está vindo à nação fica inquieta, pois é uma nova esperança. O grande problema é que aparecem muitos destes “Messias” de todos os lados. ( Em Jerusalém tem um hospital para tratar que pessoas que chegam dizendo ser o “ Messias”)

Quando então surgia algum movimento forte o Sinédrio enviava uma comissão para avaliar se era verdadeiro. Neste contexto surge o Movimento de João Batista.

João 1.19: Este foi o testemunho de João, quando os judeus lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para lhe perguntarem: Quem és tu?

E João Batista respondeu: Eu não sou o Messias. Então lhe questionaram: Tu és Elias? Ele disse: Não sou. Tu és o Profeta? E João afirmou: Não.

No dia seguinte, João viu a Jesus, que vinha caminhando em sua direção, e disse:

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Não é possível exagerar o impacto a abrangência destas palavras. Uma profundidade revolucionária.  Desta realidade que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Estas palavras viraram Israel de cabeça para baixo. Pega tudo que alguém pensou sobre Deus, sobre religião sobre a busca de Deus, sobre a presença de Deus neste mundo e vira de ponta cabeça.

Foi o que aconteceu em Israel no dia em que João Batista apontou para Jesus e diz:

Este é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!

Todos se olham com expressão de espanto: Cordeiro!? Como assim, Cordeiro!?

Estamos esperando o Leão da tribo de Judá. Você falou, Cordeiro!?

Israel entendia sobre o que é um Cordeiro: É um animal para ser sacrificado. Para oferecer em sacrifício. Tosquiado. E que pecado é este que este Cordeiro vem para tirar do mundo !?

O pecado que começou lá no Éden. E o pecado presente no mundo nos coloca nesta condição de vulnerabilidade, fraqueza, sofrimento, padecimento  e dor.   Maculou o mundo criado por Deus. Demos acolhida ao pecado no mundo. E agora nesta condição a ira de Deus paira sobre nós.

Então surge no imaginário de Israel que entre Deus e o homem sempre surgiu um animal que foi morto.

No Éden Deus matou um animal para cobrir a nudez de Adão e Eva.

Deus pede para Abraão para sacrificar seu filho Isaque. Quando Deus vê a obediência de Abraão diz para ele parar e pega um cordeiro e sacrifica no lugar de Isaque.

O povo de Israel vai sair do Egito e na ultima noite o anjo da morte vai passar.

Mas todos aqueles que pintarem os umbrais de suas portas com sangue de um cordeiro será poupado do Juízo de Deus.

Então, Israel sai em liberdade do Egito conduzido por Moisés deixando para traz o Sangue do Cordeiro e leva na sua memória: Entre nós e o nosso Deus existe um Cordeiro.

O sacrifício de dois cordeiros na terra prometida.

E Moisés leva isto em sua memória, quando Israel se estabelece na terra prometida, e presente na lei de Moisés, e faria parte do ritual: Dois cordeiros sacrificados por dia. Um logo pela manhã e outro ao entardecer. Dois cordeiros como expiação pela culpa.

A chave mudou para os sacrifícios. Acabaram. Tudo mudou. O Cordeiro de Deus veio tirar o pecado do mundo e quando Ele derramou Seu Sangue acabou. É o ultimo sacrifício definitivo e final, o absoluto, suficiente, como repercussão eterna.

Depois da morte do Cordeiro de Deus não se justifica mais sacrificar nada porque o Cordeiro de Deus tira o pecado do mundo.

Agora nós estamos debaixo do perdão de Deus. Debaixo da graça e do amor de Deus.

Não é mais cerimonia nem rituais que me purifica. É o Sangue de Jesus que nos purifica de todo pecado.

Esta é a experiência maravilhosa do evangelho: O perdão de Deus para todos aqueles que creem. Indiscriminadamente. A nossa conta está totalmente paga. Para sempre.

Hebreus 10.10: Nesta vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do Corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas.
11: Ora, todo sacerdote se apresenta, dia após dia, a exercer o serviço sagrado e a oferecer muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca, jamais podem remover pecados; 12: Jesus, porém, tendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus. 

TENDO, POIS, IRMÃOS, INTREPIDEZ PARA ENTRAR NO SANTO DOS SANTOS, PELO SANGUE DE JESUS! 

O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO!

Silvio Galli é o Pastor lider da Igreja Batista Água Viva de Mauá

Share

Assuntos Relacionados:

Web Design: